sábado, 25 de março de 2017

Manacapuru, Parintins, Itapiranga, Itacoatiara e Tapauá recebem orientação sobre o PAA

Momento em que o superintendente da Conab, Antonio Batista, fazia a abertura do encontro de socialização dos instrumentos de apoio à comercialização, com maior ênfase no PAA e PNAE. Equipes da área de produção rural e social dos municípios de Manacapuru (com maior presença, inclusive o secretário), Parintins (também com a presença do secretário), Itapiranga, Itacoatiara e Tapauá (com a presença do vice-prefeito).







SEMPRA de MANACAPURU participa de evento na CONAB

A equipe da SEMPRA, de Manacapuru, sob o comando do secretário NAILSON, participou, no auditório da Conab, de um importante momento de socialização dos instrumentos públicos de apoio à comercialização. Ótima iniciativa que deveria ser copiada por outros municípios e, também, por técnicos da  Associação Amazonense dos Municípios. O secretário de produção rural de Parintins, Edy Albuquerque, também participou desse encontro que aconteceu no auditório da Conab. Em outras postagens, mais fotos e comentários....

Corredor Metropolitano do GUARANÁ vai avançando. Que bom!

Implantada a Unidade de Referência Tecnológica (URT) na Região do Tarumã-Açu, município de Manaus. Essa iniciativa, comandada pela EMBRAPA, faz parte do Projeto que cria o Corredor Metropolitano da Cultura do Guaraná. Várias URT's ainda serão implantadas ao longo da próxima semana. Parabéns pela iniciativa, pois precisamos, urgentemente, aumentar a produção de guaraná no AM e melhorar a renda dos nossos agricultores. A torcida pelo sucesso é grande! 

Esse projeto tem o apoio da Sabores Vegetais, Brasil Kirin, Cáritas do Brasil, Sistema OCB, Sistema FAEA, Embrapa Amazônia Ocidental, entre outras

Já nasceu a AQUAM

Ontem (24), no auditório do SEBRAE, nasceu a AQUAM (Associação Independente dos Aquicultores do Amazonas). Vem FORTE, UNIDA e ANIMADA. Tenho a firme convicção que vai fazer a diferença junto aos órgãos das esferas municipal, estadual e federal para conseguir avanços justos, necessários, fundamentados e legais para que, em futuro próximo, seja o Amazonas, e não Rondônia, a referência da PISCICULTURA na Região Norte. Na AQUAM tem criadores de todos os níveis (peq/med/grd), isso é muito bom, principalmente pra quem tá começando, pois o caminho fica facilitado. A AQUAM já definiu as demandas que serão destinadas ao governo federal, em outros postagens destaco tais pleitos. Através do amigo Leocy, principal articulador de tudo isso, parabenizo todos os membros da AQUAM. Sucesso!!
Essa é a DIRETORIA da AQUAM

Essa é a DIRETORIA e o CONSELHO FISCAL da AQUAM. Muni e Lamisse, FAEA e SEBRAE, prestigiaram esse importante momento do setor primário do Amazonas. A CONAB também participou da POSSE.

Tá chegando a EXPOVICAM 2017

Em breve, maiores informações sobre a terceira edição da Exposição de OVINOS e CAPRINOS do Amazonas. Por falar em exposição, a nossa tradicional EXPOAGRO continua esquecida pela "COMPENSA". 

quinta-feira, 23 de março de 2017

Faltou assessoria ao governador na visita ao presidente da CAIXA

Mais uma vez o governador José Melo foi mal assessorado em termos de setor primário do AM. Sinceramente, não acredito que seus assessores diretos, nesse caso, não só os da "Compensa" mas também incluindo os do Sistema SEPROR, não tenham colocado na agenda do professor Melo a cobrança ao presidente da CAIXA da péssima aplicação no crédito rural do PRONAF em nosso estado. Não conheço os assessores do governador na "Compensa", mas os do Sistema SEPROR conheço e sei que acompanham o baixo desempenho da CAIXA no Pronaf amazonense. Eu arriscaria dizer, mais uma vez, que infelizmente os gestores do Sistema SEPROR não são ouvidos como deveriam na "Compensa", ou seja, não tem agenda técnica, acredito que apenas política. Espero que esteja equivocado, mas a matéria divulgada no site do governo mostra claramente que a agenda com o presidente da CAIXA tratou apenas de OBRAS (sei que são importantes), ignorando os R$ 6 bilhões que a CAIXA tem para o PRODUTOR RURAL (leia, abaixo, a matéria do EM TEMPO confirmando OS BILHÕES). Fica a dica ao professor Melo para o próximo encontro com o presidente da CAIXA. 
Cumprindo extensa agenda em Brasília (DF), durante reunião com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Magalhães, nesta quarta-feira, 22 de março, o Governador do Amazonas, professor José Melo, garantiu o empréstimo de R$ 300 milhões para o Estado. Do montante, mais da metade será investida na duplicação da AM 010, entre Manaus e o Município de Rio Preto da Eva (a 80 quilômetros da capital), para facilitar o escoamento e ampliação da produção do interior oriunda da piscicultura e fruticultura, dois dos principais pilares da Matriz Econômica Ambiental.
Clique, abaixo, para visualizar toda a matéria publica no site do governo...

MPF debate a flexibilização sanitária para a merenda escolar indígena

Na última terça (22), na sala de videoconferência do MPF/AM, foi amplamente debatida a possibilidade de flexibilização de critérios sanitários para a aquisição de alimentos de comunidades indígenas no âmbito dos instrumentos de compras públicas, com prioridade ao PNAE e PAA. O segundo encontro está agendado para o próximo dia 30. O MPF defende essa flexibilização em razão do modo de produção dos indígenas já ser reconhecido, mas a atual legislação sanitária não ampara. Entendo ser possível esse novo arranjo sanitário desde que a produção e consumo (nas escolas) envolva exclusivamente comunidades  indígenas no primeiro momento. Isso vai gerar renda aos indígenas, estimular produção e levar alimentos às escolas indígenas. Tem vários outros aspectos envolvidos (NF, DAP, Prestação de Contas), mas a prioridade, o primeiro passo, será a análise pelo MAPA sobre essa flexibilização em se tratando de comunidades indígenas com reconhecido problema de abastecimento por parte do poder público.
Além da CONAB, MAPA/SFA, FUNAI, FOREEIA e FEI, houve a participação, por videoconferência, da FUNAI, FNDE e SEAD (ex-MDA) (Brasília)



Dicas aos prefeitos sobre as Compras Públicas na área rural - Parte 2

Essa coluna é publicada toda terça-feira no Jornal do Commercio

quarta-feira, 22 de março de 2017

Sistema FAEA/SENAR atende pleito de PARINTINS

O presidente do Sistema FAEA/SENAR, Muni Lourenço, atendendo pleito da equipe que comanda a secretaria de produção de Parintins, garantiu a  realização de cursos visando ampliar a qualificação dos produtores rurais da Ilha Tupinambarana.

IDAM anuncia prejuízo de R$ 2 milhões, e nada do governador assinar o GARANTIA SAFRA

Essa notícia publicada no nosso centenário Jornal do Commercio confirma, mais uma vez, o descaso da "Compensa" com o agricultor familiar amazonense. Nova enchente chegando, já com prejuízos na ordem de R$ 2 milhões, e nada do governador José Melo assinar o TERMO DE ADESÃO ao Programa GARANTIA SAFRA. Esta semana, o Governo Federal anunciou (veja, abaixo) o pagamento do Garantia Safra a 42 mil agricultores de diversos estados do nordeste. O secretário CASARA precisa cobrar fortemente da "Compensa" a ADESÃO. Isso vai marcar sua gestão, e a do próprio governador. Se já tivéssemos agido antes, esses 209 agricultores afetados pela enchente já estariam recebendo R$ 167 mil reais. (209 x 800,00 = 167.200,00). 

Embrapa CONVIDA para o plantio de mudas do projeto GUARANAICULTURA


Convite 

A Embrapa Amazônia Ocidental, com o patrocínio das empresas Brasil Kirin e Sabores Vegetais do Brasil, convida para o plantio de mudas de cultivares de guaranazeiro nas Unidades de Referência Tecnológica (URTs) do Projeto Expansão da Guaranaicultura - Criação do Corredor Metropolitano da Cultura de Guaraná, conforme cronograma abaixo.

O plantio das mudas será feito nas 31 URTs implantadas em áreas de agricultores familiares localizadas em 15 comunidades nos municípios de Manaus, Iranduba, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Manacapuru, atingindo um total de 20 hectares (ha) de área cultivada com guaraná. 


Data: 23 de março de 2017, quinta-feira
Horário: Das 9h às 12h
Local: Comunidade Ramal do Paulista (BR 174, Km 180, Ramal do Paulista, Km 10, Presidente Figueiredo, AM)
Comunidade que fará o plantio das mudas: Comunidade Ramal do Paulista

Veja, abaixo, toda a programação

É nesta QUINTA o VI Seminário da OCB em Manacapuru

Gostei muito dessa programação, principalmente pelos relatos das COOPERATIVAS e, também, por incentivar o CULTIVO de MILHO em Manacapuru com apoio da EMBRAPA

POSSE da nova diretoria será na SEXTA (24)

A posse será na próxima sexta (24), no auditório do SEBRAE, às 17h. Em postagem anterior já divulguei os nomes dos diretores. Acesse o link http://thomazrural.blogspot.com.br/2017/03/nasce-um-grupo-forte-na-piscicultura.html

SEBRAE convida para o EMPÓRIO AGRONEGÓCIOS nos dias 10, 11 e 12 de abril

Acredito que tenha visitado todas as edições dessa ótima iniciativa do SEBRAE chamada de EMPÓRIO AGRONEGÓCIOS. Então, já agendei para a próxima que será, nos dias 10 a 12 de abril, na própria sede do SEBRAE. Obrigado Leocy!!

terça-feira, 21 de março de 2017

Conab recebe a equipe da produção rural de Parintins

Com a intenção de ampliar as ações da Conab no município de Parintins, o superintendente da Conab, Antonio Batista, recebeu a equipe do prefeito BI GARCIA que vai comandar a área rural da Ilha Tupinambarana nos próximos quatro anos. Segundo a imprensa parintinense, e fico feliz, o prefeito BI GARCIA, diferente das outras gestões, vem dizendo que vai priorizar o setor rural de Parintins. Percebi que a equipe tá motivada, e não precisa de arranjos complexos para fazer o interior sorrir. Eu começaria com a MALVA, e colava na EMBRAPA e na UL/IDAM que já vem trabalhando com resultados positivos em outras atividades (Carlos e Jeferson sabem quais são, até já visitei). Se atirar pra todos os lados, com a equipe que ainda tem, pode cometer os erros das outras gestões. Votos de sucesso!!

"...estado com visão míope de curto prazo...", segundo Osíris Silva

Também concordo com o Osíris, temos todas as condições de reduzir a pobreza gerando empregos no setor primário. Osíris lembrou da produção do guaraná, acrescento as fibras (anualmente mandamos milhões para outros países) e a borracha (tem empresa na AM 010  importando matéria prima). Temos outras formas de melhorar a economia sem aumentar o ICMS. 

Enquanto o AM não assina o GARANTIA SAFRA, o Nordeste beneficia 41 mil agricultores. Até quando esse descaso?

É só acessar o site http://www.mda.gov.br/sitemda/noticias/garantia-safra-%C3%A9-liberado-para-mais-de-41-mil-agricultores-do-sert%C3%A3o-nordestino e constatar que continua sendo uma vergonha e um descaso a "Compensa" não aderir ao Programa Garantia Safra, já disponível ao Amazonas desde 2013, pleito do próprio governador José Melo quando ainda era o vice do OMAR. A notícia acima mostra que 41 mil agricultores do sertão nordestino serão beneficiados. Por aqui, estamos diante de NOVA ENCHENTE que já está prejudicando vários produtores que poderiam receber R$ 800,00 e amenizar o sofrimento. Sei que o estado tem que entrar com contrapartida, assim como produtor e município, mas se fizer as contas direitinho vai gastar muito menos do que já desembolsa nesses momentos de adversidades climáticas com aquisição de cestas básicas e outros itens. Como já disse em outra postagem, o secretário CASARA conseguiu convencer o governador a afastar o Geraldo, Bolacha, Vizolli e o Airton (sei que a mudança é normal, e muitas vezes necessária), mas espero e torço para que também tenha poder de convencimento para fazer o governador a assinar o TERMO DE ADESÃO. Sei que o CASARA defende a implantação do GARANTIA SAFRA, porque já conversamos sobre o assunto, mas fazer a "Compensa" assinar são outros quinhentos. Vamos acompanhar, cobrar e, se necessário, ajudar!
Síntese do que é o GARANTIA SAFRAUma vez aderidos ao programa, os agricultores familiares pagam anualmente um aporte de R$17,00, enquanto que os municípios, R$51,00 por cada agricultor, os estados, R$102,00 também per capita, e a União, no mínimo, R$ 340,00 por cada agricultor que fizer adesão. Os agricultores só recebem o seguro se todas as partes repassarem o recurso ao Fundo Garantia-Safra.

BERURI vai realizar evento no SETOR RURAL




segunda-feira, 20 de março de 2017

Dermilson! Chame o BASA de RO, PA, AC, TO e RR para essa Audiência Pública

A iniciativa do deputado estadual Dermilson Chagas é boa. Aliás, não é a primeira vez que ele vem batendo nessa tecla. Já participei de audiência pública, promovida pelo próprio Dermilson, com a presença de BB, BASA e CAIXA. Nada evoluiu, e tenho a firme convicção de que após essa nova audiência pública nada vai mudar. E a razão é simples: a baixa capilaridade do BASA, inclusive fechando a agência de Carauari, e a estrutura do IDAM para elaborar projetos. Apresento, abaixo, ao amigo deputado Dermilson os números do PRONAF no Amazonas nos dois primeiros meses do corrente ano. Me desculpe a expressão, mas chega a ser imoral, vergonhosa, revoltante e inaceitável nossa participação. O Pará já com 1.490 operações, e o AMAZONAS com apenas 100. Rondônia com 2.918 operações, e o AM com 100. AC e RR também à nossa frente. Seria interessante chamar o BASA do PARÁ, RONDÔNIA, ACRE, TOCANTINS e RORAIMA para que possamos entender a razão de estarmos tão atrás. Convide a ATER de RO e PA. Só assim essa audiência poderá ter resultado positivo, caso contrário, só desgaste, pra TODOS. Enquanto esses estados estão bem à nossa frente, nós ainda estamos falando em " PROTOCOLO DE INTENÇÃO". Isso mesmo, "INTENÇÃO".
Acessei esses dados no último sábado, dia 18.03.2017, no site do BANCO CENTRAL DO BRASIL. Portanto, super atuais.

Nasce um GRUPO FORTE na PISCICULTURA AMAZONENSE

Semana passada, participei, no auditório do SEBRAE, de um momento que deverá entrar para a história da piscicultura amazonense. Trata-se da criação, por um grupo forte e unido, de uma associação de piscicultores com criadores de diversos municípios. Toda ação vem sendo articulada e coordenada pelo SEBRAE/AM, na pessoa do engenheiro de pesca, Leocy Cutrim. Nesse encontro, encontrei os amigos Alexandre (INPA) e Paulo Renato (Rações CONFIANÇA) entusiasmados com esse novo momento. Observei que são produtores conscientes de suas responsabilidades, portanto, sabem, exatamente, que somente a união e a força do grupo fará com que os governos (municipal, estadual e federal)  adotem medidas que facilitem a atividade no Amazonas, resolvendo gargalos históricos que, infelizmente, já fizeram vários desistir da atividade e, outros, mudarem para outro estado. Conheça a nova diretoria que deverá ser aclamada no próximo dia 24.

DIRETORIA

Presidente : Luis Bonfa 
Vice Presidente: P. Renato
1° Secretaria: Armanda
2° Secretario:  Rachid
1° Tesoureiro: Divino
2° Tesoureiro: Olavo

CONSELHO FISCAL

1° Conselheiro: Alexandre
2° Conselheiro: Braulio
3° Conselheiro: Aluizio
1° Suplente: Johames
2° Suplente: Jose Antonio
3° Suplente: Dr. Mario


Conheça a nova diretoria do IDAM

Votos de sucesso aos novos diretores do IDAM. Volto a repetir, o IDAM deveria ser o órgão mais bem estruturado e remunerado da esfera estadual, mas até agora os ocupantes da "Compensa" não querem enxergar essa realidade. O Casara, com essas mudanças, mostrou que está com força na "Compensa". Espero que a força não se limite a essas mudanças. Espero que consiga o concurso público, a volta da expoagro, o pagamento da subvenção, a adesão ao garantia safra, aumento no orçamento, pirarucu na PGPMBio (governador precisa entrar nessa justa briga), entre outros.
Foi anunciado na manhã de hoje, 20 de março, a nova diretoria executiva do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (IDAM),órgão integrante do Sistema Sepror. O diretor-presidente do IDAM, Malvino Salvador, apresentou o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural, Luiz Carlos do Herval Filho, a diretora de Assistência Técnica e Extensão Florestal, Nadiele Pacheco e o diretor Administrativo-Financeiro, Ordival Leite Rubim Filho

domingo, 19 de março de 2017

Mensagem do VIZOLLI com 2.366 acessos no THOMAZ RURAL

O número de pessoas alcançadas (2.366), assim como as inúmeras manifestações de reconhecimento do trabalho do Vizolli no comando do IDAM, ratificam que ele ACERTOU muito mais do que ERROU. Mais uma vez, PARABÉNS VIZOLLI !!! http://thomazrural.blogspot.com.br/2017/03/mensagem-do-edimar-vizzoli.html?spref=fb

sábado, 18 de março de 2017

Já este ano (2017), Pará e Rondônia aplicaram SETENTA vezes MAIS do que o AM no FNO

Esses números já são de 2017, portanto, ATUAIS e disponíveis no site do Banco Central do Brasil. Então, qual a razão da equipe da SEPROR, e a da "Compensa", não ter disponibilizado essas informações ao governador José Melo para questionar ao presidente do BASA a razão da continuidade do nosso baixo desempenho?  Nos dois primeiros meses de 2017, Rondônia já aplicou 98 milhões, e o Pará com 92 milhões do FNO. Também perdemos para Tocantins, Acre e Roraima. O Amazonas apenas 1,4 milhão, ou seja, 70 vezes menos do que RO e PA, aproximadamente. Volto a repetir, assessores do governador Melo ligados ao setor agropecuário estão queimando a boa imagem que ele construiu nas comunidades rurais ao longo de sua vida. Precisamos levar o setor primário com profissionalismo, verdades e atitudes técnicas, e não políticas. Estamos precisando tanto de recursos financeiros, mas os números do BANCO CENTRAL DO BRASIL mostram que NADA ESTAMOS FAZENDO, diferente dos NOSSOS VIZINHOS que estão com desempenho invejável no FNO.  O que diz a SEPROR? A ALEAM? A Bancada Federal? Espero, sinceramente, que eu esteja ajudando o AM mostrando essa realidade. Que meus colegas de setor não entendam de outra forma, não quero o cargo/lugar de ninguém, não tenho lado, ainda, mas vou ter. Já estou aposentado, só quero ajudar o AM com críticas construtivas e mostrando caminhos. Precisamos de UNIÃO!!  Esse desempenho bem abaixo do que necessitamos vem de décadas., e não pode continuar!! Se, de fato, estamos em crise, qual a razão de não promover uma força tarefa para entender a razão desses números que tanto incomodam?



Será que os produtores cobraram do governador?

Será que nossos produtores cobraram do governador que o pagamento do PREME não atrase? Será que nossos produtores cobraram do governador o pagamento da subvenção ao juticultor e seringueiro? Será que nossos produtores cobraram do governador uma maior QUOTA no PREME para produtos "in natura"? Será que nossos produtores cobraram do governador que as compras do PREME, via agroindústrias, identifiquem quem foi o produtor fornecedor e o valor pago? Será que nossos produtores cobraram a implementação do Garantia Safra e do Seguro Rural? Será que nossos produtores cobraram a maior aplicação do Pronaf no Amazonas? Será que nossos produtores cobraram o retorno da distribuição de sementes de malva e de grãos? Será que nossos produtores cobraram o retorno da EXPOAGRO? Será que nossos produtores cobraram o funcionamento da Central de Iranduba? Será que nossos produtores cobraram o ZEE e o ZARC? E o mais importante de TODOS: SERÁ QUE NOSSOS PRODUTORES COBRARAM MAIOR ESTRUTURA E O CONCURSO PÚBLICO DO IDAM? 

Distribuir embalagens e alguns sacos de adubo é muito pouco diante da dívida que nossos governantes tem com o setor primário do AMAZONAS. A cobrança que a INDÚSTRIA faz em cima da "Compensa" é FORTE, e se não cobrarmos com UNIÃO, FUNDAMENTAÇÃO e FORÇA continuaremos sendo superados por todos os estados do NORTE.

Volto a ratificar, essas demandas são de décadas, a falta de solução não é culpa exclusiva do MELO, mas do OMAR, EDUARDO, e principalmente NOSSA que continuamos aceitando "qualquer coisa", estamos desunidos e sem força. 

Então, precisamos cobrar, e o governador Melo tem dois anos para atender essas demandas e entrar para a história como o governador que, de fato, implantou ações estruturantes ao SETOR PRIMÁRIO DO AMAZONAS. Contudo, as atuais não estão nessa direção, mas acredito que vá mudar.


sexta-feira, 17 de março de 2017

Governador de Rondônia toma iniciativa que deveria ser copiada pela "Compensa"

De boné, é o governador de Rondônia, Confúcio Moura, visitando a Embrapa Aquicultura e Pesca (Tocantins), acompanhado do secretário de agricultura. Ele foi recebido pela pesquisadora Patrícia Maciel. Isso explica a razão da enorme superioridade de Rondônia na piscicultura e, também, em outros setores da agropecuária. Qual a razão do nosso governador não adotar procedimento semelhante? Esse nível de visita do governador Confúcio Moura, claramente TÉCNICA, é que tenho cobrado dos nossos governadores. Mas aqui tudo é POLÍTICA. Na gestão Melo, já estamos no terceiro secretário de produção, e nenhum conseguiu convencer o governador a pagar R$ 0,40 centavos ao juticultor, e R$ 1,00 real ao seringueiro. Nenhum conseguiu convencer o governador a realizar a EXPOAGRO. Nenhum secretário conseguiu convencer o governador a assinar o Termo de Adesão ao Garantia Safra. Então, seguindo essa linha, certamente não conseguiremos colocar o governador sentado diante da pesquisadora da EMBRAPA Aquicultura e Pesca (Patrícia Maciel), e tampouco, na EMBRAPA AMAZÔNIA OCIDENTAL, sentado diante do pesquisador Everton para ouvir, entender e adotar procedimentos para alavancar a economia do interior com o cultivo da seringueira, por exemplo. Everton, assim como outros pesquisadores da EMBRAPA AMAZÔNIA OCIDENTAL, tem conhecimento para tornar esse estado uma potência agropecuária, mas enquanto nossos governadores não tiverem atitude semelhante a adotada pelo governador de Rondônia nosso futuro é incerto e preocupante.

Contrato de R$ 1,8 milhão é avaliado em LÁBREA

Nesta sexta (17), em Lábrea, aconteceu o Seminário de Avaliação Final da Chamada Pública n. 14/2013, objeto do Convênio celebrado entre o MPA, MDA e Instituto DESENVOLVER. Segundo Alberto Junior, representante do Governo Federal (PESCA), o valor do contrato de ATER para 1200 famílias  de pescadores dos municípios de Lábrea, Canutama e Tapauá foi de R$ 1,8 milhão com vigência inicial em janeiro de 2014, e término em março do corrente ano. 

Por falar em PESCA, essa "dança" que vem sendo feita no âmbito do Governo Federal com esse setor certamente trará prejuízos aos pescadores. Já foi secretaria, virou ministério, deixou de ser ministério, vincularam ao MAPA, e agora ao MDIC. É brincadeira!!!

Dicas aos PREFEITOS sobre as COMPRAS PÚBLICAS na área RURAL - Parte 1



ADS entrega embalagens para produtores e grupos formais

Boa iniciativa da ADS, mas sabemos que não será possível atender TODOS nem será por tempo indeterminado. A embalagem vem com o nome PLANO SAFRA (gostei), e não "NOVA MATRIZ ECONÔMICA AMBIENTAL". No Amazonas, assim como acontece em nível nacional, deveríamos ter um PLANO SAFRA ANUAL contendo todas as ações previstas para acontecer no período. Acabar com esse negócio de que a cada ocupante da "Compensa" as ações do setor primário tenham um "nome" novo. Pelo ano citado no PLANO SAFRA (2017, 2018, 2019, 2020 etc...) já saberemos quem foi o governador que fez, ou não fez, alguma coisa pelos produtores rurais.

quinta-feira, 16 de março de 2017

SEBRAETEC anuncia apoio financeiro aos pecuaristas do AM

Durante solenidade que aconteceu no SEBRAE, o analista técnico Erivan Oliveira, apresentou o Projeto "APOIO À PECUÁRIA LEITEIRA NO AMAZONAS" com abrangência nos municípios de Apuí, Autazes, Presidente Figueiredo, Manacapuru, Parintins e no Distrito de Santo Antônio do Matupi. Uma boa notícia anunciada pelo Erivan, por meio do SebraeTEC, é o apoio financeiro do SEBRAE para os criadores interessados em adquirir PRENHEZ POSITIVA SEXADA que tem um custo de R$ 1.600,00, dos quais 70% serão bancados pelo SEBRAE. O produtor pagará apenas R$ 480 em parcelas. Os fotos abaixo detalham esses valores e condições de pagamento. Parabéns ao Erivan que, apesar de ser engenheiro de pesca, tem se dedicado e contribuído, significativamente, no apoio aos pecuarista do Amazonas.